“Se manter atual é a grande questão”


Paulo Sant'Anna, Presidente do Grupo de Mídia de São Paulo

Por Claudia Penteado

Paulo Sant'Anna, Vice-Presidente de Mídia da mcgarrybowen, acaba de assumir a presidência do Grupo de Mídia de São Paulo no lugar de Daniel Chalfon (que saiu da LDC em dezembro do ano passado). Com mais de 20 anos de mercado e 15 de história com o Grupo, Sant’Anna diz que o papel fundamental da entidade, que completa 50 anos em 2018, é promover conhecimento.

O que motivou você a assumir esse cargo?

Há 15 anos eu faço parte do Grupo de Mídia. A minha grande motivação é poder contribuir para a formação das novas gerações de profissionais do mercado, além de estar próximo de todas as movimentações que estão acontecendo e que virão em um futuro próximo. O GMSP desempenha um papel muito importante e ao longo dos últimos anos vem ajudando a promover conhecimento e atualização nos novos formatos e tecnologias. 

Qual o papel mais fundamental do Grupo de Mídia e como ele se transformou ao longo do tempo?

Na minha opinião, o papel fundamental do GMSP é promover conhecimento, seja através dos cursos,  como o Media Leadership em  parceria com a Berlim School, que aconteceu no ano passado; o lançamento de livros, a atualização do Mídia Dados - o  maior panorama do mercado de mídia brasileiro - , além da viagem que anualmente promove o contato com o que há de mais novo em diversos mercados. 

A constante transformação do mercado reflete de maneira direta no que devemos oferecer como opção deste conhecimento. Se manter atual é a grande questão. É uma transformação diária. Os formatos e tecnologias mudam e continuaram a mudar.

O que continua valendo e o que caiu por terra de mais fundamental no mundo da mídia ao longo dos últimos anos?

A técnica e a comprovação dos números, independentemente de que mídia estamos falando, são fundamentais e isso não mudará nunca, embora a sofisticação e os indicadores cresçam em uma velocidade exponencial. Precisamos ter certeza da clareza das entregas. Talvez o que mudou seja o perfil do profissional de mídia. Antes, as opções eram bem mais reduzidas diante de um planejamento de marca.

Qual o perfil de profissional de mídia que não se encaixa mais e o que se espera dele nesse novo contexto de comunicação em que vivemos?

O profissional de mídia que tem maior dificuldade hoje é o que não se atualiza, que não está de olhos bem abertos para o novo, aos novos pontos de contato. O mercado espera um profissional que saiba discutir as novas tendências e sobretudo, seja um parceiro de negócio para seus clientes, que esteja comprometido com os resultados.

Como o Grupo de mídia lida com toda a discussão e qual é a sua visão a respeito da insegurança em torno da entrega da mídia digital? Como lidar com a questão, e como contribuir e/ou participar da discussão?

Nós todos do GMSP estamos ligados na qualidade de qualquer entrega, seja ela digital ou não. A insegurança surge quando as informações não são transparentes, por isso a importância das discussões em relação a dados auditados por terceiros. 

Não se pode apostar no novo sem ao menos garantir a segurança da entrega. O risco é alto. Nós temos uma preocupação constante com isso nos nossos debates. A área técnica está muito envolvida e recentemente lançamos o Media Academy, disponível no site, que é uma plataforma que será atualizada constantemente com estudos, avaliações e comunicados importantes para os profissionais de mídia do Brasil todo.  O primeiro trabalho  divulgado nesta plataforma aborda exatamente um assunto que nos preocupa muito em relação ao mundo digital: "guia de boas práticas" e mapeamento de video digital e que busca a parametrização dos formatos digitais.

Quais os seus planos para o Grupo e como estabelecer parcerias relevantes com outras entidades?

O GMSP comemorará 50 anos em 2018 e a celebração será estendida durante todo o ano em todas as nossas iniciativas. Esse calendário já está sendo trabalhado e estamos abertos a conversar com todas as entidades de classe do mercado publicitário. As parcerias são muito bem-vindas. No passado, o GMSP implementou a Prova de Certificação que foi uma solicitação da ABA/ABAP no IV Congresso Brasileiro de Publicidade em 2007. Mais de 800 profissionais já foram certificados, o que representa uma prova concreta do nosso compromisso com o mercado.

Qual a discussão mais importante hoje do mercado publicitário?

Temos muitas pautas. A parametrização do digital, as mudanças constantes que o mercado vem passando, a visão dos clientes sobre a nossa função. Os temas são diversos e não se restringem somente a um. A conversa entre todas as partes envolvidas no negócio deve ser constante.