"Acreditamos na 'noline agency'"


José Eustachio, Chairman da Talent Marcel

Por Claudia Penteado

José Eustachio diz que o planejamento sempre será uma das linhas de força da agência e que a inovação vem de torná-lo um processo coletivo. O modelo ideal é trabalhar com pessoas de qualidade, multidisciplinares e com o mesmo senso de finalidade, que é fazer coisas importantes acontecerem no negócio do cliente. Para ele, importante é ser descomplicado, ágil e com alta capacidade de execução.

Que balanço você faz dos últimos três anos e do processo de rebranding e reposicionamento da Talent como Talent Marcel?

Acredito que o crescimento da agência nos últimos três anos e a qualidade do trabalho que colocamos na rua demonstram o acerto da decisão. Neste período, passamos ao Top Five do ranking das maiores agências do Brasil, novos e importantes clientes nos confiaram suas marcas e, o mais importante, estamos entregando soluções de comunicação abrangentes. Mantivemos nossa independência e a essência Talent e agregamos uma dose do espírito provocativo da Marcel.

A Talent Marcel é uma agência que possui o Planejamento forte em seu DNA. Você acredita que, por mais que a história de uma agência se transforme e as pessoas mudem, um DNA potente como o deixado por Júlio Ribeiro nunca morre?

A Talent sempre terá o Planejamento como uma das suas linhas de força. É uma característica orgânica, está impregnada em toda a agência. Ao longo dos anos, desenvolvemos o “jeito Talent de ser e fazer”, em que o Planejamento deixou de ser uma função isolada de uma pessoa ou departamento específico, para ser parte de um processo coletivo.

Qual o modelo da agência hoje dentre tantos que hoje se apresentam para manter a relevância junto aos anunciantes?

O Planejamento é como oxigênio para a Talent Marcel. Nosso modelo ideal de agência é baseado no conceito de talento coletivo, em que a diversidade de pessoas, experiências e competências geram ideias e soluções poderosas, relevantes e pertinentes. Gente de qualidade, multidisciplinar, trabalhando junto e com o mesmo senso de finalidade: “fazer coisas importantes acontecerem no negócio do cliente”. Além disso, nosso modelo de agência tem que ser descomplicado, ágil e com alta capacidade de execução.

Como transformar a cultura de uma agência em digital? Que desafios foram vividos e o que foi aprendido pelo caminho?

Acredito que é fundamental ter uma equipe de pessoas que sejam elas mesmas digitais em suas vidas. Também é importante trazer conhecimento específico e, principalmente, que a liderança da agência queira verdadeiramente criar essa cultura. O maior desafio é não se deixar levar por extremos, ou seja, não negar a realidade do digital como algo importante que veio para ficar nem tampouco passar a acreditar que o online seja a solução milagrosa para tudo enquanto o offline está agonizante. A Talent Marcel acredita na noline agency.

E nesse novo cenário, como se transformou o Planejamento, afinal de contas? E no caso de vocês, que lugar ele ocupa, de que forma, com que estrutura?

O Planejamento continua tão ou mais importante e valoroso. Afinal, toda solução só será realmente eficaz se for concebida a partir de um pensamento sólido, fruto de um diagnóstico preciso e do profundo comportamento das pessoas. A Talent Marcel tem uma equipe de 17 talentos na área de Planejamento. No entanto, como já tive oportunidade de abordar, esse time trabalha de maneira integrada com os demais talentos da agência.

Como inovar em Planejamento?

Na minha opinião, o planejamento inovador é aquele que consegue capturar as mudanças da sociedade, compreender as suas movimentações, carências, anseios e valores. Nunca as pessoas receberam tantos estímulos, se viram em meio a tamanhas mudanças e em grande velocidade. Tudo isso transforma a forma como as pessoas entendem o mundo e a elas mesmas nesse contexto. Quando a forma como a sociedade se organiza muda, isso gera uma nova cultura que irá determinar o seu comportamento em todos os sentidos.

O planejamento inovador é o que se mantém conectado com o seu próprio tempo, vive a sua própria época e, por essa razão, é capaz de sintetizar o que move as pessoas.

E como inovar, acompanhar as tendências e não perder de vista o foco no humano?

O Planejamento, por definição, exige que se goste de gente; é preciso gostar de pessoas, ser apaixonado pela natureza humana. Então, o humano estará sempre presente.

Quais tem sido as conquistas da Talent Marcel?

A Talent foi criada em 1980. Desta forma, a nossa maior conquista tem sido nos manter, por 38 anos, como uma das agências mais modernas, competitivas e de sucesso do Brasil. Não é fácil encarar tantas transformações e tantas turbulências mantendo seus princípios e valores. Temos relações sólidas e duradouras, algumas de mais de 30 anos, com marcas icônicas, o que é um privilégio. Ao mesmo tempo, novos clientes têm identificado a Talent Marcel como a agência com a qual gostariam de conviver. Temos sido reconhecidos nas mais diferentes premiações, uma comprovação da nossa consistência e originalidade.

Como lidar com um ano tão difícil e mesmo imprevisível como 2018?

A única maneira é trabalhar muito, de maneira séria e com foco em agregar valor ao negócio dos nossos clientes. Eu, pelo menos, não conheço outra maneira que não seja pela via do trabalho.

O Brasil tem jeito? Como lidar com algumas perspectivas bastante obscuras das eleições de 2018?

O Brasil é um país maravilhoso, com um enorme potencial em qualquer direção em que se olhe. Em alguns segmentos de mercado, temos empresas tão ou mais modernas e competitivas quando comparadas às melhores do mundo. A imprevisibilidade é sempre um componente de perturbação, mas não pode servir como desculpa para não agir. A incerteza passa, e a normalidade se restabelece. Os que ficaram esperando ficarão para trás.

"Ame o que você faz" era uma das máximas do Júlio Ribeiro, que defendia que as pessoas exercessem suas profissões com amor. Você concorda?

Sim, é preciso amar aquilo que se faz. O prazer no exercício do ofício é ingrediente indispensável para uma vida gratificante. Minha motivação está em poder conviver com pessoas que admiro: meus colegas na Talent Marcel, meus clientes e todos os que fazem parte do negócio da comunicação. Felizmente, escolhi uma atividade da qual sinto orgulho de pertencer e que me acolheu tão carinhosamente.