Mais dirigentes de marketing de empresas anunciantes juntam-se ao Conselho Superior do CENP


O CENP anunciou a adesão de mais três dirigentes de marketing e comunicação de grandes empresas anunciantes ao seu Conselho Superior, além de quatro novos representantes de agências e veículos.

Passam a fazer parte do Conselho Superior do CENP:

  • Patriciana Rodrigues, Presidente do Conselho de Administração das Farmácias PagueMenos, com sede no Ceará. É a única varejista presente nos 26 estados da Federação e no Distrito Federal
  • Páris Piedade Neto, Diretor de Mensuração de Valor da Natura & Co
  • Guido Sarti, Gerente Executivo de Inteligência de Dados e Storytelling do Grupo CCR

Eles se juntam a Igor Puga, Diretor de Marketing e Marca do Santander, Hermann Mahnke, Diretor Executivo de Marketing para a América do Sul da GM, Ilca Sierra, Diretora de Marketing Multicanal e Marca da Via Varejo, Ariel Grunkraut, Vice-Presidente de Vendas, Marketing e Tecnologia do Burger King, e Mauro Madruga, Superintendente de Mercado e Operações na Unimed-Rio e presidente da ABMN, na representação de anunciantes.

Ainda no âmbito do seu Conselho Superior, o CENP registra a chegada de:

  • Paula Puppi, Chief Transformation Officer da WPP e membro do Conselho Consultivo do IAB Brasil
  • Ana Célia Biondi, diretora-geral da JCDecaux no Brasil, presidente da ABOOH
  • Alexandre Guerrero, Chief Sales Officer (CSO) da Eletromidia, também da ABOOH
  • Cláudio Carvalho, Presidente da Morya Comunicação - Bahia, que traz de volta para o Conselho Superior a visão do mercado nordestino

“A larga experiência de Paula, Páris e Guido no ambiente digital será valiosa para o Conselho Superior, no qual já tem assento Rafael Davini Neto, diretor da Exame e ex-presidente do IAB Brasil, e Marcelo Pacheco, VP de AdSales & Innovation da WarnerMedia e ex-Diretor de Negócios do Facebook, além de contar com apoio do Comitê Técnico Digital - CTD, atualmente coordenado por Patrícia Garrido, do NuBank”, diz Caio Barsotti, presidente do CENP.

Ele destaca também o aumento da representatividade dos mercados regionais no Conselho Superior. “É preocupação permanente garantir mais espaço para outros mercados do país, o que o ingresso de Patriciana e Cláudio só reforça”. Eles se juntam aos representantes de Minas, Carlos Rubens Doné; Rio Grande do Sul, Cesar Augusto Paim; Rio de Janeiro, Clóvis Speroni e Mauro Madruga; Mato Grosso do Sul, Ricardo Nabhan de Barros; e Paraná, João Batista de Oliveira.

O presidente do CENP define como “especial” o momento para a entidade, em que pese os desafios decorrentes da pandemia. “A rápida e profunda renovação que estava em curso foi acelerada para fazer frente aos enormes desafios da publicidade, que se reinventa inteiramente”, diz Caio.

CONSELHO SUPERIOR

Patriciana se disse honrada com a indicação para participar do Conselho Superior do CENP. “É muito especial fazer parte desta entidade”, diz ela. “Acredito que é uma grande oportunidade de troca de experiências e percepções bem enriquecedoras, que podem favorecer a todos os participantes e a sociedade como um todo”.

Ana Célia considera que o mercado passa por uma grande transformação. “O debate, portanto, nunca foi tão importante. O Conselho Superior do CENP nos permite ter um fórum de discussão privilegiado”.

“Encontrei no CENP conversas maduras, de opiniões às vezes conflitantes onde não se confunde a parte pelo todo”, destaca Páris. “Nesse ambiente, onde coordenei por três anos o CTD, trabalhamos com muita seriedade e respeito para construir um consenso e progresso do mercado”.

Já Guerrero, que é também membro do Comitê Técnico CENP-Meios, diz que apoiar e incentivar o fortalecimento do mercado, trazendo benefícios reais para toda indústria e em especial para o mercado de OOH, são as razões para participar do Conselho Superior do CENP.

Motivado, Cláudio diz que vai participar do Conselho Superior do CENP levando para discussão e avaliação as questões importantes da realidade regional. “Penso que refletir esta verdade local pode tornar o CENP mais forte e ainda mais representativo”, diz ele.

Guido se diz honrado pelo convite a integrar o Conselho Superior. “É uma honra e uma oportunidade de transformação: celebramos um mercado forte, saudável e dinâmico que abre um novo capítulo em sua história nesta Era do Pós-Digital”, diz ele. “As conversas e conexões que alimentam a relação entre anunciantes e audiências são cada vez mais agnósticas de formato. Por isso, é importante olhar para o futuro do mercado e começar agora a pavimentar os caminhos que vamos trilhar juntos”.

MAIS ANUNCIANTES NO CONSELHO

A chegada de Patriciana, Guido, Páris e demais dirigentes de marketing e comunicação tornou-se possível a partir de março, quando as entidades nacionais mantenedoras do CENP aprovaram em assembleia ajustes nos estatutos, que além de reconhecer a competência da ABMN, Associação Brasileira de Marketing e Negócios, ampliou a participação com representantes diretos de anunciantes nos conselhos Superior e de Ética.

“Nesses conselhos são tratados alguns dos temas mais relevantes e decisivos para o mercado publicitário”, explica Caio. “Por isso, todos os que se congregam no ambiente de autorregulação ético-comercial consideram fundamental a participação de nomes experientes do marketing, dirigentes de importantes empresas e setores anunciantes”.

“O compromisso de todos os que se reúnem no CENP, desde a sua fundação, em 1998, é com o mercado brasileiro de marketing e publicidade. É neste fórum que temos conseguido, com muito empenho, empatia e respeito aos anseios de cada setor e região, gerir a autorregulação e evoluir o modelo de negócios, aprimorar sempre a qualidade dos serviços do mercado publicitário ao mesmo tempo em que se preserva a saúde financeira de todos, proporcionando condições para a livre concorrência e limitando abusos do poder econômico”.